Google+ Followers

Seguidores

sexta-feira, 4 de maio de 2012

A Mãe dos Outros

Aprendi que para ser a melhor mãe do mundo não preciso ir a escolas nem consultar livros de psicologia, comprar sabão em pó especial, brinquedos ou chocolates conforme sugerido em propagandas televisivas.
Absolutamente nada disso é necessário se você presta atenção quando seus filhos relatam experiências com as mães dos outros. Elas sempre têm, sabem e fazem tudo muito melhor que ninguém, são exemplo de paciência, tolerância, criatividade, disponibilidade, permissibilidade e estabilidade emocional.






Essas mães dos outros não possuem defeitos, são as mais perfeitas, consideram, por exemplo, normalíssimo comer chocolate meia hora antes do almoço ou jantar, sair de casa com camisa de manga curta em dia de inverno, dormir sem escovar os dentes e chegar tarde da noite em casa. Naturalmente elas permitem que o cachorro durma na cama com as crianças, não são histéricas em termos de higiene, pois possuem um alto grau de compreensão pelo bem-estar dos animais. Possuem incrível sensibilidade a barulho, adoram música no último volume, principalmente „rock“ e „rap“, acham ótimo ter caixas de som espalhadas por toda casa - até no banheiro, imaginem! Essas mães conhecem todos os nomes dos atuais grupos musicais e compram todos os CD`s disponíveis das lojas.


Elas entendem de moda jovem e acham „da horal“ usar jeans largos e caidos tendo o „cavalo“ na altura dos joelhos, camisetões velhos, tênis Air-Nike e óculos escuros usados como „arco“ na cabeça. Muito normal para elas que seus filhos cheguem às três horas da madrugada sem ao menos telefonar avisando onde e com quem estão e conseguem até dormir tranqüilas toda a noite sem a menor preocupação.
Só a mãe dos outros autoriza faltar à escola por uma simples dor de barriga em dia de prova e assinam „de olhos fechados“ as faltas às aulas de ginástica com a justificativa „indisposto“ escrita pelos próprios filhos. Jamais levantam o tom de voz, não se irritam por nada, são a doçura em pessoa, uns verdadeiros amores.
Outro dia uma dessas „mães dos outros“ me viu no supermercado e disse: „Ah! a senhora é a mãe do Rafa, a mais perfeita mãe do mundo“. Olhei para ela espantada e respondi:
„Não, a mais perfeita mãe do mundo, de acordo com o Rafa é a senhora!“ Rimos e nos cumprimentamos por sermos as melhores mães do mundo - se trocarmos os filhos!













10 comentários:

  1. Muito legal o texto!...muito verdadeiro, as mães dos outros são sempre perfeitas, para nossos filhos,nós somos as chatas.
    Quantas vezes ouví isso!...mãe, tu é é chata, tá por fora, não entende nada, me sufoc..etc..etc...
    Hoje minha filha é mãe e retirou quase tudo que me disse...rsrsrs.
    abração

    ResponderExcluir
  2. exatamente, mas, na verdade, nada substitui a manifestação do amor...

    ResponderExcluir
  3. Ahahahahaha essa foi boa. É assim mesmo.
    Pois é, mãe é igual, só muda o endereço. Com algumas exceções né? Tem umas por aí que perdem até para os bichos.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. A melhor mãe domundo sempre é nossa mãe, e segunda melhor mãe do mundo é a nossa mãe!!!
    legal gostei ... uma verdade de muitas mães da atualidade...!!!

    ResponderExcluir
  5. SAUDAÇÕES!
    AMIGA REGINA,
    Que texto fascinante!
    É um dos mais autêncitos retratos da realidade atual!
    Parabéns pelo narrativa!
    Um ótimo Post!
    Abraços!
    LISON.

    ResponderExcluir
  6. Hahaha.
    Chamo minha esposa de doutora (advogada), porque defende demais nossos filhos quando fazem suas cacas.
    Quando meu filho (17 anos) chega em casa de madrugada, eu pergunto:
    Por que chegou a essa hora? Veio com quem?
    Ela diz: Meu negão! Que bom que você chegou. (bjs).
    Vê se pode... rsrsrs.
    Gostei do texto.
    Abçs.

    ResponderExcluir
  7. Acho que sou uma mãe beeeeeemmm má!! hahahahahah
    Excelente post amiga!!!

    Que Deus a abençoe

    Se

    ResponderExcluir
  8. Ola guria Re

    Bem eu nunca achei isso da minha mãe
    mas sempre achei das maes dos outros
    e eu como mae minha filha nunca chegou a tal teoria
    ela so morre de ciumes porque
    todos amigos falam que queriam ter uma mae como eu
    isso tira ela do serio

    mas há uma grande verdade no texto
    grande maioria pensa assim ou já pensou

    bjim guria

    ResponderExcluir
  9. Re, isso é engraçado! Mas, felizmente, mesmo emburradinha, minha amada filha não me troca por nenhuma outra e sempre me diz tantas coisas lindas... ahhhh... o amor, o amor se chama ser mãe!

    beijos

    ResponderExcluir

Leitores do Blog