Google+ Followers

Seguidores

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Aí Tem

As coisas são como são. Se alguém diz que está calmo, é porque está calmo. Se alguém diz que te ama, é porque te ama. Se alguém diz que não vai poder sair à noite porque precisa estudar, está explicado. Mas a gente não escuta só as palavras: a gente ouve também os sinais.

Ele telefonou na hora que disse que ia ligar, mas estava frio como um iglu. Você falava, falava, e ele quieto, monossilábico. Até que você o coloca contra a parede: "O que é que está havendo?". "Nada, tô na minha, só isso." Só isso???? Aí tem.


Ele telefonou na hora que disse que ia ligar, mas estava exaltado demais. Não parava de tagarelar. Um entusiasmo fora do comum. Você pergunta à queima-roupa: "Que alegria é essa?" "Ué, tô feliz, só isso". Só isso????? Aí tem.


Os tais sinais. Ansiedade fora de hora, mudez estranha, olhar perdido, mudança no jeito de se vestir, olheiras e bocejos de quem dormiu pouco à noite: aí tem. Somos doutoras em traduzir gestos, silêncios e atitudes incomuns. Se ele está calado demais, é porque está pensando na melhor maneira de nos dar uma má notícia. Se está esfuziante demais, é porque andou rolando novidades que você não está sabendo. Se ele está carinhoso demais, é porque não quer que você perceba que está com a cabeça em outra. Se manda flores, é porque está querendo que a gente facilite alguma coisa pra ele. Se vai viajar com os amigos, é porque não nos ama mais. Se parou de fumar, é uma promessa que ele não contou pra você. Enfim, o cara não pode respirar diferente que aí tem.


Às vezes não tem. O cara pode estar calado porque leu um troço que mexeu com ele, ou está falando muito porque o time dele venceu. Pode estar mais carinhoso porque conversou sobre isso na terapia e pode estar mais produzido porque teve um aumento de salário. Por que tudo o que eles fazem tem que ser um recado pra gente?


É uma generalização, mas as mulheres costumam ser mais inseguras que os homens no quesito relacionamento. Qualquer mudança de rota nos deixa em estado de alerta, qualquer outra mulher que cruze o caminho dele pode ser uma concorrente, qualquer rispidez não justificada pode ser um cartão amarelo. O que ele diz importa menos do que sua conduta. Pobres homens. Se não estão babando por nós, se tiram o dia para meditar ou para assistir um jogo de vôlei na tevê sem avisar com duas semanas de antecedência, danou-se: aí tem.

Martha Medeiros



3 comentários:

  1. Oi Re...
    Não quero ser fofoqueira..mas ai tem mesmo...
    sabe porque?..porque temos a sensibilidade a flor da pele..sabemos ler os sinais ou as vezes até sentir antes..
    toda essa insegurança que faz parte da alma feminina é alimentada pelos homens que a maioria das vezes não conseguem expressar o que estão sentindo e isso nos deixa loucas..porque sabemos que ai tem..hehe.gosto muito da Martha Medieros..ótima ecolha..bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol, quando o homem começa a ficar ciumento demais, cuidadoso demais pode escrever AI TEMMMM, experiência própria, agora só não sei se eles não sabem mentir ou se querem apenas nos confundir......no meu caso ele conseguiu as duas coisas me enganar por bastante tempo mas o mais terrível é no fim das contas eu já não sabia se a verdade era mentira ou vice e versa...ai eu pirei de vez e resto acho que tu já sabe....

      bjinhos

      Excluir
  2. Tenho que reconhecer que é muito difícil para mim, lidar com esta situação. Um bom papo deve ser sempre a primeira opção, mas sempre fica um pulga atrás da orelha quando o parceiro fica diferente ou tem atitudes estranhas. mas como você disse as coisas são o que são. Se não dá pra evitá-las então devemos ligar com elas da melhor maneira possível.

    ResponderExcluir

Leitores do Blog