Às vezes a vida nos prega cada peça, que não tem a mínima graça, e ainda por cima sem nenhum aviso, fazendo do nosso peito um vazio imenso, e da nossa mente um turbilhão de pensamentos totalmente confusos e sem sentido, a boca está sempre amarga, o ar a nossa volta parece mais denso, e quem disse que eu queria uma mudança tão radical, estava tudo caminhando tão bem, em harmonia, a felicidade era gritante, procuramos alguma explicação lógica para um acontecimento ilógico, sem propósito, desnecessário, são perguntas e mais perguntas sem respostas, para amenizar um pouco esta dor imensa que vai na alma.
Em instantes vemos nossas vidas de cabeça para baixo, e pior, em preto e branco, sonhos desfeitos, promessas que jamais serão cumpridas, planos interrompidos de maneira cruel, apenas porque tudo acaba acontecendo derrepente e de forma jamais imaginada… como é difícil aceitar calado  tudo isso.
É meus amigos, temos que não levar tudo tão a sério, viver o hoje como se não houvesse o amanhã, e viver o amanhã, como se o hoje fosse apenas o início, para que entre os dois pontos não haja a interrupção trágica do segmento da vida.
Pois essa é uma brincadeira boba, que arranca bruscamente o nosso sorriso, e ainda por cima coloca em seu lugar as lágrimas da perda, da saudade, do amor que une as pessoas de bem, o que pensar de tudo isso, se não consigo coordenar os pensamentos e não penso em nada, a quem pedir a volta, se esse caminho tem mão única e não existe nenhum retorno, a quem reclamar justiça , por uma tragédia injusta.
Só saudades, lembranças, o peito que queima, é tudo tão vivo por dentro, que parece que se misturam a realidade e o pesadelo, parece que a sua vos esta ainda ecoando em meus ouvidos, eu concordo: é maravilhoso o despertar para a vida, tudo é novidade e aprendizado, o transcorrer, o apego de sentimentos conquistados dentro de nós, são doações e concessões, pois é um amor despretensioso, honesto e puro, só vale a felicidade em conjunto, nada de gestos egoístas, tudo é uma imensa roda da vida, onde cada cantinho é preenchido por esse amor, e esse amor do meu melhor amigo é muito forte, na perda então se torna imensurável, mas conviver com a partida de um Pai, é lentamente morrer dentro da própria vida.
Sérgio Pestana