Google+ Followers

Seguidores

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Gostar ou não gostar, eis a questão!



 
Alexandre Brendim do Blog JJ CABELEREIROS mandou-me um desafio, listar as coisas que eu não gosto. Gostar ou não gostar é um sentimento muito pessoal e intransferível. Em minha opinião o verdadeiro sentido desse sentimento está impresso dentro de cada um e sempre de maneira muito diferente, portanto há que se avaliar a necessidade de expressá-lo para além das fronteiras do nosso universo interno. Quando se colocam todas essas cartas na mesa, é preciso avaliar se a necessidade de expressar um sentimento tão pessoal agrega verdadeiramente algum valor ao momento, ou, simplesmente perturba quem se esforça, como sabe, para te oferecer o melhor?
Eis a lista:
Flanelinhas-
Eu não gosto flanelinhas. Circulam livres e impunemente extorquindo motoristas e cidadãos que querem apenas estacionar os seus carros em paz. Se cada flanelinha que existisse no mundo virasse uma cesta básica, acabava a fome no planeta.
Comparação-
Ficam comparando você com outras pessoas da família e se esquecem de investir seu tempo para te conhecer de verdade.
Não gosto de pessoas que têm o péssimo hábito de me dizer o que tenho de fazer-
O que me irrita é alguém se dirigir a mim  com imposições e, não satisfeito, ficar insistindo para que eu faça ou diga o que ele manda. Não gosto mesmo!!!
Indiretinhas ou meias palavras-
Seja direto e franco mesmo que doa, mas prefiro assim!!!!
Vendedores Neuróticos –
Sabe quando você vai se aproximando de uma vitrine, pra dar uma olhadinha, e de repente, um vendedor voa de dentro da loja pra cima de você, e não te deixa ver a vitrine em paz? Tá certo que os vendedores ganham comissão por vendas, e é o trabalho deles... Mas tem uns que não dá pra agüentar, né?! Acabam afugentando o cliente (eu pelo menos passo longe de lojas com vendedores neuróticos...).
Motoqueiros folgados –
Não são todos, claro, mas têm uns que vou te contar... Passam com tudo do seu lado, raspam a lataria do seu carro, arrancam seu retrovisor e ainda te xingam porque você está ocupando espaço na rua! Pode?!
Pedestres imprudentes –
 Me digam, pra que servem a faixa de pedestre e os sinaleiros. Pra gente atravessar a rua, certo?! Agora, me respondam de novo: por que existem mocorongos que insistem em atravessar no meio das avenidas movimentadas, quando o sinal está verde para os automóveis, ficam driblando os carros, andando feito umas baratas tontas pela pista e ainda xingam os motoristas quando são quase atropelados?
Não gosto de pessoas que não me dá atenção quando estou falando com ela, mas não tem coisa pior!!
Não gosto de brincadeiras de mau gosto ou que coloca você ao perigo;
Não gosto que duvidem de mim quando tenho a certeza do que estou falando;
Não gosto de gente que fica em cima do muro, que não diz o que pensa que mente, dissimula, finge ser o que não é que se quebra a cada obstáculo;
Não gosto de fazer coisas apenas para agradar aos outros;
Não gosto de gente agressiva
Não gosto de ser mal-interpretada.
Não gosto de ser maltratada nem iludida.
Não gosto que brinquem com meus sentimentos, que tirem sarro dos meus objetivos, que minimizem todos os meus sonhos.
Não gosto de pessoas que ficam se julgando melhores que as outras, que são menos da metade do que acham que são.
Não gosto de pessoas que erram, não reconhecem seus erros e culpam os outros que lhe cercam.
Não suporto pessoas que acham que viver a vida é vivê-la loucamente, regadas a muita bebida, drogas, libertinagem;
 Como podem ver é listinha bem básica...rrsssrs!!!
Sei que agora tenho que passar a bola para outros bloqueiros, espero não repetir nomes:
Antonoly Maia do blog Antenado
Sonia do blog Compartilhando Letras  Lilika do blog Lilika Forever 
Miriam do blog Rumo ao Céu
Rosana Madjarof do blog Pedacinho do Céu 
Lison Costa do blog Nhamuda online 
Edilene do blog Mensagens diversificadas 
Jorge Fortunato do blog Acabou o caviar? 
Gato Guga do blog My Blog series 

6 comentários:

  1. Olá Rê,
    Excelente texto, concordo com todas, agora as "indiretinhas" são mesmo terríveis de suportar.

    a Paz.

    ResponderExcluir
  2. Eu também não gosto de tudo isso aí que você falou e mais um pouco. Pena você não ter nascido psicopata. Se tivesse, daria um jetio de se livrar desses encostos!

    ResponderExcluir
  3. Oi Rê, tudo bem?

    Gostei da sua lista e concordo com todas.

    Eu sempre sofri da doença da comparação haha

    Sempre pareço com alguém, sempre fiz algo parecido, mas tudo bem...rs

    Abraços querida.

    ResponderExcluir
  4. Regina, excelente sua lista. Estou de acordo com ela.
    "Se cada flanelinha que existisse no mundo virasse uma cesta básica, acabava a fome no planeta". Adorei sua frase rs.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Oi Rê, gostei de seu texto. Olha só, nunca curti os tais memes que lançam na web, na verdade nem nunca entendi o que quer dizer 'meme', mas desse vou participar, pois você teve a gentileza de citar meu nome e não posso decepcionar, mas vou participar mesmo porque é uma forma de soltar o verbo e como sou uma pessoa que gosta de abrir polêmica, acho uma ótima oportunidade. Farei sim e indicarei alguns, pois isso dá a chance de conhecer um pouco de quem conhecemos apenas virtualmente.
    Obrigado pela oportunidade. Um beijo.

    ResponderExcluir
  6. Olá Rê, tudo bem?
    Sou como vc, não gosto de fazer coisas apenas para agradar as pessoas. Por isso, não me leve a mal, mas não poderei dar continuidade a esta corrente.
    Um abraço,

    ResponderExcluir

Leitores do Blog