Google+ Followers

Seguidores

terça-feira, 30 de março de 2010

Pegue a caneta na mão

Pegue a caneta na mão


Tenho algo a contar,


É do coração e difícil de falar.


Vou falar devagarzinho pra você não se perder.


Quero que sinta o carinho que eu sinto por você.




As conseqüências serão grandes


Eu tenho um pouco de medo


Por favor, me compreenda


Eis o meu segredo;





Está tão na minha cara que segredo não é mais


Até você já percebeu e não sabe o que faz


Com lágrimas escondidas vou tentando me afastar


Eu tenho experiência e não quero me frustrar




Talvez um pouco longe eu não seja esquecida


Sou uma rosa em seu jardim


Vou ficar bem escondida




Você faz parte da minha vida e vai ter que aceitar.


Peço que permaneça


Pois sem sua lembrança não posso ficar.




Antes que me esqueça


Vim aqui pra te falar.


O que sinto por você, É difícil, mas vou tentar.




É uma coisa muito simples, mas também bem complicada.


Sente e escute. Por favor, não faça nada.


É uma coisa muito simples, só chegar e dizer,


Preferi assim com versos para ti compreender




Você é uma poesia,


Tão complexa em palavras


Guarda sentimentos e de mim não sabe nada




Vou parar de enrolar


Vim aqui para dizer


Sofra as conseqüências,


Pois agora


Amo você.


Raquel Bonelli Ribeiro



0 comentários:

Postar um comentário

Leitores do Blog