Pegue a caneta na mão

Pegue a caneta na mão


Tenho algo a contar,


É do coração e difícil de falar.


Vou falar devagarzinho pra você não se perder.


Quero que sinta o carinho que eu sinto por você.




As conseqüências serão grandes


Eu tenho um pouco de medo


Por favor, me compreenda


Eis o meu segredo;





Está tão na minha cara que segredo não é mais


Até você já percebeu e não sabe o que faz


Com lágrimas escondidas vou tentando me afastar


Eu tenho experiência e não quero me frustrar




Talvez um pouco longe eu não seja esquecida


Sou uma rosa em seu jardim


Vou ficar bem escondida




Você faz parte da minha vida e vai ter que aceitar.


Peço que permaneça


Pois sem sua lembrança não posso ficar.




Antes que me esqueça


Vim aqui pra te falar.


O que sinto por você, É difícil, mas vou tentar.




É uma coisa muito simples, mas também bem complicada.


Sente e escute. Por favor, não faça nada.


É uma coisa muito simples, só chegar e dizer,


Preferi assim com versos para ti compreender




Você é uma poesia,


Tão complexa em palavras


Guarda sentimentos e de mim não sabe nada




Vou parar de enrolar


Vim aqui para dizer


Sofra as conseqüências,


Pois agora


Amo você.


Raquel Bonelli Ribeiro



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

10 coisas que sua mãe nunca te contou

É fato: se você não se enxerga, também não se mostra!

Significado mesmo? Tem, mas acabou.