Google+ Followers

Seguidores

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Se eu fosse . . ., eu

É, tudo parece mais fácil quando não é aquilo que estamos vivendo.


Fantasiamos.


Não percebemos que a proposta é a transformação.


Tudo tem que passar por nossos apegos e convicções.


Morrer para nós mesmos, para nossas necessidades e desejos.


Libertarmo-nos.


Mas não temos coragem para isto.


Ficamos só no terreno da filosofia, religião... poesia.


É preciso testemunhar! Trilhar com a própria vida. Lançar-se, confiante...


"Ó homens de pouca Fé!"


É fácil cuidar de nossos interesses e dar aos outros as sobras.


Seremos felizes assim? Isto nos bastará?



Conseguiremos a paz e o amor almejados se selecionamos tanto o que


nos fará felizes?


A resposta é NÃO!


Ser feliz é ser simples.


Ser feliz é ser grato.


Ser feliz é não precisar de nada à sua própria maneira, mas estar bem não importando como, onde ou com quem.


Estamos fazendo tudo ao contrário.


Nós nos isolamos, discriminamos e nos sentimos muito especiais.


Saímos do grupo maior para fundarmos sub-grupos onde prevaleçam os nossos interesses.


...E não entendemos o porquê da violência e da frieza do mundo.


SOMOS O MUNDO!


Somos os violentos carentes que privam os outros das coisas mais simples que também nós estamos sentindo falta.


E continuamos dizendo, "ah, mas se eu ganhar a loteria, tudo vai mudar!"


Não está do lado de fora.


É dentro que precisa mudar.


Aceitar com amor as provas que nos são dadas.


Atestar nossa amorosidade nos momentos mais difíceis.


...E tudo ficará bem.


Não precisamos do que pensamos precisar.


Tudo já está aqui e agora.


"Quem tem olhos veja. Quem tem ouvidos, ouça."


Não existe receita de bolo.


Cada um viverá suas próprias dificuldades e tentações.


A decisão será toda nossa.


Seremos sempre provados.


Não devemos pensar em recompensas por sermos bons,


mas não esqueçamos que nossos atos carregam conseqüências.


Se compactuarmos com o mal, estaremos repletos dele.


"A boca falará do que o coração estiver cheio."


Temos a vida toda para experimentarmos tudo isto na prática.


Ninguém nos convencerá de nada e nem poderá nos poupar, tampouco. Há que ser vivido. Que Deus nos guie pelos melhores caminhos.




0 comentários:

Postar um comentário

Leitores do Blog