Google+ Followers

Seguidores

sábado, 17 de março de 2012

Eu aceito um pouco mais...



Em uma cidade do interior, havia um homem que nunca se irritava

ou discutia com as pessoas.
Sempre encontrava uma saída cordial para resolver os problemas
que apareciam e cuidava para não ofender ninguém.
Morava em uma modesta pensão, onde era admirado e muito
bem quisto pela vizinhança.
Alguns amigos não se conformavam pelo fato de ele ser
tão calmo, tão controlado.
Para testar sua paciência, um dia seus companheiros combinaram
levá-lo à irritação e à discusão, numa determinada noite em que o
levariam para jantar em um restaurante da localidade.
Trataram todos os detalhes com a garçonete do restaurante,
que seria responsável pelo atendimento à mesa
reservada para aquela ocasião.
A garçonete chegou ao seu lado e ele, prontamente, levou seu prato
em direção à garçonete a fim de facilitar-lhe a tarefa de servi-lo.
Mas, ela serviu a todos os demais e, quando chegou a vez dele,
foi para outra mesa.
Ele esperou calmamente e em silêncio que ela retornasse por ali.
Quando ela se aproximou novamente para recolher os pratos, ele levou outra
vez seu prato em sua direção que, novamente, distanciou-se, ignorando-o.
Após servir a todos os demais, passou junto a ele, acintosamente, com a sopeira
fumegante, exalando saboroso aroma, como quem havia concluído
a tarefa, e retornou à cozinha.
Naquele momento não se ouvia qualquer ruído.
Todos o observavam discretamente para ver a sua reação.
Educadamente ele chamou a garçonete, que se voltou fingindo
impaciência, e disse-lhe:
- O que o senhor deseja?
Ao que lhe respondeu, óbviamente:
- A senhora não me serviu a sopa.
Ela retrucou, para provocá-lo, desmentindo-o:
- Servi sim, senhor!
Ele olhou para ela, olhou para o prato vazio e limpo, e
ficou pensativo por alguns segundos.
Todos pensaram que ele iria brigar.
Ficou aquele suspense e silêncio total.
Mas, o homem surpreendeu a todos que estavam presentes
ali naquele lugar. Ponderando tranquilamente:
- A senhorita serviu sim. Desculpe-me, mas, eu aceitaria
um pouco mais!
Os amigos, frustados, por não conseguir fazê-lo discutir e
se irritar com a moça, terminaram o jantar convencidos de que
nada mais faria com que aquele homem perdesse a compostura e a calma.
Seria maravilhoso se todas as pessoas agissem sempre com discernimento
em vez de reagir com irritação e impensadamente.
Para o protagonista principal dessa história nada importava quem estava
com a razão e, somente, importava evitar as discussões desgastantes e
improdutivas que dela ocorreriam.
Quem age assim sai ganhando. Para que brigar se você pode resolver
as coisas pacificamente. Use a inteligência e o bom senso.
A pessoa que se irrita por qualquer coisa aspira o tóxico que exterioriza
em volta e envenena a si mesma.

AUTOR DESCONHECIDO 

7 comentários:

  1. Otima mensagem!

    Eu não sou 100% assim, Rê, mas eu tenho muita paciencia mesmo! E se falar mais alto é sempre para defender os outros.

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. acho que nós mulheres, a maioria de Nóstemos uma dose amais de paciência, creio assim pQ esperamos um filho 9 meses quietas e esperamos meesmo,as vezes o pai fica mais curioso do que nós, maternidade nos dá o previlégio da PACIÊNCIA!!

      OBRIGADA

      Re

      Excluir
  2. Não é fácil não ter esse auto controle...! Isso é para pocas pessoas, com certeza! Abraços Re, bom domingo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NÃO É DIFICIL SER PACIENTE, NÓS MULHERES SERMOS MUITO MAIS PACIENTE DO QUE OS HOMENS

      Excluir
  3. Olá amiga Re! Minha querida amiga, eu admirei o gesto deste senhor, a sabedoria em que ele conduziu toda a situação, sem briga, sem bate-boca, sem mágoas, ele realmente se mostrou um homem muito controlado e seguro de sí, nada pôde lhe tirar a paz interior, assim devemos levar a vida, pois nem tudo acontece como queremos ou planejamos. Parabéns, esta estória nos dá uma excelente lição de vida.
    Eu recebi a indicação de seu post onde vc diz que está mudando seus blogs, do amigo Frank Castle, lá pelo facebook.
    Achei interessante sua atitude de mudar oque não está te agradando, vc tem muita força e coragem de recomeçar do zero com seus seguidores!, Eu também estou pra mudar meu blog e, com a mudança, terei que recomeçar com os seguidores do zero, mas não dá nada, vamos novamente, a vida é assim, é um eterno recomeço pois, a cada dia as coisas se renovam na vida.
    Passei a acompanhar seus 3 blogs, ok minha amiga?!
    Desejo a você muita força e muito sucesso nesta caminhada.
    Um grande abraço minha querida amiga Regina!
    Fique em paz...
    Carlos Adriano F. Santos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OBRIGADO ADRIANO, FIQUEI FELIZ EM TE VER POR AQUI, SER PACIENTE É UMA VIRTUDE QUE AS MULHERES TEM NATURALMENTE, BASTA SER MÃE PARA BROTAR MUUUUITA PACIÊNCIA EM NOSSO INTERIOR

      SUCESSO!

      Excluir
  4. Valeu Re! Qualquer coisa, conte comigo, ok?!
    Forte abraço...!

    ResponderExcluir

Leitores do Blog