Google+ Followers

Seguidores

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Coração peludo

Não sou santo, sou humano; mas nem por isso sou mau. Algumas vezes, eu, como todo mundo tenho meus momentos de stress, de angústias e de ansiedades. Nesses momentos posso perder a cabeça, ser mal-educado e muito pirracento, quase dando pra ver uns pentelhinhos no meu coração.
 
Mas um verdadeiro coração peludo se revela quando nos tornamos egoístas, sem moral e ética, quando agimos em desfavor ao ser ao lado, ora por porradas da vida, ora institivamente, ora por desprovimento de caráter, ora por raiva e/ou pior, por puro ódio ou desprezo. Ter um coração peludo é passível a qualquer um: é nato ao ser humano, está na raiz, na veia, evidente em todas as formas de relacionamentos. Somos construídos  nos comunicando, e no fim determinando nossa personalidade pela experiência da convivência. Obviamente temos todo o lado bom do bicho homem, justamente por causa das nossas interações sociais, que faz com que nos motivamos em fazer a diferença ao próximo. É uma forma de equilíbrio.
 
Uma amiga disse-me certa vez que joga lixo na rua para gerar emprego. Num país de fome e miséria ela entende que dessa forma estará contribuindo socialmente. Um legítimo coração peludo, afinal, faria sentido se uma coisa fosse diretamente ligada à outra, porém as implicações de se emporcalhar ruas causa muito mais transtornos do que gerar trabalho: entope bueiros, enchentes montruosas, um inferno coletivo.
 
Um criança cresce com um coração peludo quando é mimada pelos pais, inflada numa bolha protetora que a impede de descobrir suas próprias respostas, de compreender seus erros e acertos na vida durante a fase mais importante de sua vida, a construção de seu banco de decisões.
 
Um legítimo coração peludo é oportunista, aproveitador, usurpador, invejoso e corruptor. É fácil identificar em alguns, mas pode ser difícil em outros.
 
Não importa. Ainda bem que o equilíbrio das forças do bem e do mal sempre se faz presente em vida, para que o indivíduo, quando partir dessa pra melhor, zere o score de diferenças e equacione as coisas, partindo ser dever nada a ninguém. Cedo ou tarde.
 
Se você perceber que está crescendo pêlos estranhos em seu coração, não se desespere. Se a cêra doer muito, arranque os pentelhos na pinça mesmo. Pior do que a depilação, pode ser o fogo do inferno queimando os pelinhos. O cheiro deve ser horrível.
 
Este texto foi retirado do blog:
 

0 comentários:

Postar um comentário

Leitores do Blog